Em jogo com homenagens à Chapecoense, Tubarão é superado por 1 a 0

02.02.2017

Jogando bem em um Domingos Silveira Gonzales lotado, o Tubarão foi superado pela Chapecoense, atual campeã estadual e sul-americana, por 1 a 0. Wellington Paulista fez o gol no primeiro tempo que garantiu a vitória para o time do Oeste do Estado - e que os deixa na liderança da competição. Antes do início do jogo, o presidente do Clube Atlético Tubarão SPE, Luiz Henrique Martins Ribeiro entregou ao prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, e à direção da Chapecoense, uma camisa modificada em forma de homenagem ao clube e ao município. O verde da Chapecoense ocupou o azul da Cidade-Azul no que será o terceiro uniforme do time na temporada. Além da homenagem, os torcedores puderam conferir o filme do acesso à Série A do Catarinense em um telão antes da partida. 

 

Com o início do jogo, boas chances para os dois lados. Mas o Peixe perdeu seus dois volantes ainda no primeiro tempo. Matheus Barbosa e Guilherme Amorim se lesionaram e precisaram ser substituídos. O Tubarão tentou pressionar, mas a Chapecoense abriu o placar com Wellington Paulista. No finalzinho, Gustavo Bastos chegou a cobrar falta e acertar a trave.

 

- Foi um bom jogo. Em um detalhe tomamos um gol, mas corremos e nos entregamos os noventa minutos contra um clube que está na Libertadores. É um campeonato muito difícil, mas nosso time está crescendo e se entrosando. Só faltou o gol. Saímos tristes, chateados pelo resultado. Mas também contentes pelo o que apresentamos e prontos para voltar ao trabalho e melhorar - destaca o zagueiro Gustavo Bastos. 

 

No intervalo, os garotos do Tubarãozinho que disputaram a tradicional Copa Santiago pela primeira vez, e chegaram até a semi-final, eliminando o São Paulo nas quartas, foram homenagens no gramado da Vila pela grande campanha. Entre eles, o goleiro Guilherme, eleito revelação e melhor goleiro do campeonato. 

 

E foi um goleiro o grande nome da segunda etapa. Com Valdo e Calyson pelos lados, e Rentería na frente, a equipe pressionou e o goleiro Artur da Chapecoense fez grandes defesas, impedindo que o Tubarão empatasse o jogo.  

 

- Foi um jogo atípico. Tivemos que fazer duas substituições no primeiro tempo por lesão, e perder jogadores do mesmo setor cedo te atrapalha muito na estratégia e no decorrer do jogo. Talvez o jogo tivesse sido outro se as lesões do primeiro tempo não tivessem acontecido. O adversário é muito qualificado, com muita imposição física. Tivemos uma bola na trave, a bola do jogo no último minuto com o Rentería. Não estamos felizes com o resultado, mas estamos felizes com a evolução - comenta o técnico Marcelo Mabilia. 

 

No jogo desta quarta, 2.668 compareceram ao estádio para apoiar o time. Na quinta, o Peixe já retorna aos treinamentos e se prepara para o próximo desafio: o Avaí, na Vila, às 19h30min de domingo.

Please reload

Destaque

Tubarão é derrotado em Concórdia e se despede do Campeonato Catarinense

05.08.2020

1/10
Please reload

Notícias Recentes